Buscar
  
  

Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Ministério da Saúde e Opas querem conhecer as experiências da APS no enfrentamento da Covid-19

Data de publicação: 19/05/2020


Relatos sobre iniciativas locais em resposta à pandemia podem ser enviados a partir de 19 de maio


A Atenção Primária à Saúde (APS), o primeiro contato do cidadão com o Sistema Único de Saúde (SUS), se mostra importante dentro de toda a rede, pois é ali que o cuidado se inicia. É nesse nível de atenção que se identificam os casos suspeitos de Covid-19 e se pode evitar a sua propagação, além de cuidar e monitorar os pacientes com sintomas leves de síndrome gripal e realizar atividades de prevenção no território. A APS também assegura a continuidade dos cuidados para toda população vinculada às equipes de Saúde da Família e Atenção Primária. 

Por ter um papel tão importante na rede de atenção, o Ministério da Saúde (MS) e a Organização Pan-Americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) lançam chamado para ouvir as experiências em resposta à pandemia. 

Os relatos para o APS Forte no SUS - Combate à pandemia devem ser enviados de 19 de maio a 30 de junho de 2020 em plataforma virtual ancorada ao Portal da Inovação na Gestão do SUS. O chamado quer identificar, dar visibilidade e reconhecer iniciativas que respondam às necessidades de saúde dos brasileiros durante o momento pandêmico.

As experiências devem ser inscritas por profissionais da APS do SUS; equipes que atuam na APS; Coordenações de Atenção Básica/Primária regionais ou municipais; Secretarias Municipais de Saúde e Secretarias Estaduais de Saúde; entidades filantrópicas ou organizações sociais vinculadas à saúde pública; e ainda universidades e pesquisadores em parceria com gestores e trabalhador da APS.

 Os relatos serão analisados em duas etapas. A primeira fase é de intercâmbio de experiências e vai até 30 de junho. As vivências aprovadas serão publicadas nos canais da Opas e MS, e os autores dessas práticas terão acesso a materiais diversos, além de participação em divulgações da Opas e do MS. 

Na segunda fase, todas as vivências inscritas e selecionadas serão automaticamente habilitadas para concorrer à edição do Prêmio APS Forte no SUS de 2020, com edital a ser publicado posteriormente, em novo chamado.

Chamado nacional

O MS atua por meio da Secretaria de Atenção Primária à Saúde (Saps) e entende que cada região desenvolve estratégias, muitas vezes inovadoras, para organizar e adaptar os serviços de saúde. Portanto, a ideia é reunir, de forma ágil, as experiências que reflitam o papel fundamental da APS frente à pandemia, principalmente quanto ao seu potencial de organizar o cuidado das pessoas onde elas vivem e nas condições que cada território apresenta. Conheça o regulamento aqui


Fonte: - Autor(es): -