Buscar
  
  

Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Ciclo de webinários coloca em pauta a promoção da saúde no SUS

Data de publicação: 08/06/2021


Objetivo é aproximar gestores e profissionais de saúde para diálogo conjunto sobre as políticas voltadas à promoção da saúde. Primeiro encontro abordará a Obesidade no âmbito da Covid-19


O Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Promoção da Saúde do Ministério da Saúde (Depros/Saps/MS), realiza um ciclo de webinários com foco na promoção e no fortalecimento da saúde pública. O primeiro encontro virtual está agendado para essa quinta-feira (10/6) e tem como objetivo reunir gestores e trabalhadores de atenção primária para diálogo conjunto com a gestão federal a respeito das Estratégias de Prevenção e Controle da Obesidade no âmbito da covid-19. 

“A ideia é gerar espaços de diálogos sobre a promoção da saúde da população brasileira, qualificar a implementação das ações, além de nortear profissionais de saúde e gestores para o desenvolvimento de práticas efetivas e que gerem impacto positivo na saúde pública”, destaca a Diretora do Depros, Juliana Rezende.

A iniciativa também busca apoiar a atuação das equipes da APS no contexto da pandemia de covid-19. O primeiro webinário trará recomendações para qualificar a atuação dos gestores, das equipes e profissionais de saúde para atenção aos casos de sobrepeso e obesidade na APS durante a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) decorrente da pandemia do novo coronavírus.

No atual contexto de pandemia da covid-19, as consequências da obesidade sobre a saúde da população também intensificaram o agravo da obesidade e a necessidade de pensar mais estratégias para combatê-la. “ O fator de risco para o agravamento e mortalidade por Coronavírus é um importante problema de saúde pública nos cenários internacional e nacional. Os webinários propõem a qualificação dos profissionais para atuarem nesse sentido ”, destaca Juliana Rezende. 

A temporada de web-encontros inclui eventos a cada 15 dias e já conta com cronograma preliminar. A agenda apresenta temas fundamentais e urgentes que devem ser discutidos amplamente por profissionais e pesquisadores. As lives fornecerão subsídios para o desenvolvimento de novas tecnologias e programas informacionais para armazenamento, gerenciamento, monitoramento e avaliação das ações desenvolvidas na APS, de modo a contribuir para a gestão e qualificação do trabalho dos profissionais de saúde. 

Primeiro webinário
Na ocasião, a equipe do Departamento de Promoção à Saúde da SAPS/MS apresentará estratégias de prevenção e atenção à Obesidade na Atenção Primária e de como fortalecer o cuidado em tempos de pandemia de covid-19. Serão apresentadas recomendações de instrutivo para apoiar estados e municípios na implementação das ações, além de diálogos sobre a portaria 2.994/2020, fundamentada pela Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) decorrente da pandemia do novo coronavírus.

Obesidade e covid-19
A qualificação da atenção voltada aos indivíduos com sobrepeso e obesidade atendidos na Atenção Primária à Saúde (APS) é urgente, visto que aproximadamente 60% dos indivíduos adultos já têm excesso de peso, algo que representa cerca de 96 milhões de pessoas, segundo a Pesquisa Nacional de Saúde PNS/2020. Em 2019, 8 milhões de indivíduos adultos atendidos na APS já tinham diagnóstico de obesidade, sendo que 402 mil tinham obesidade grave (grau III).

As informações apresentadas pelo Sistema de Informações da Atenção Básica mostram que a atenção ofertada ainda é incipiente: apenas 2,5% do total dos 105 milhões de atendimentos individuais realizados em 2019 foram voltados à condição/problema avaliado em obesidade. Já é possível observar uma tendência em diversos países o aumento dos custos relativos aos cuidados de saúde associados ao aumento das taxas de obesidade. No Brasil, os gastos financeiros totais de hipertensão, diabetes e obesidade no Sistema Único de Saúde (SUS) alcançaram 3,45 bilhões de reais em 2018. Desses, 11% foi referente ao tratamento da obesidade. Considerando separadamente a obesidade como fator de risco para hipertensão e diabetes, as despesas atribuíveis a essa doença chegaram a R$ 1,42 bilhão.

Diante da magnitude do problema, das repercussões relacionadas à maior probabilidade de desenvolvimento de outras doenças crônicas, do agravamento da situação em razão da pandemia de covid-19 e dos custos para o sistema, foi publicada Portaria 2.994/2020, fundamentada pela ESPIN. Essa portaria instituiu, em caráter excepcional e temporário, incentivo financeiro federal para atenção às pessoas com obesidade, diabetes mellitus ou hipertensão arterial sistêmica, no âmbito da APS, no SUS.

Programação 

10h10 –10h20

Pronunciamento da diretora do Departamento de Promoção da Saúde/Saps/MS - Juliana Rezende Melo da Silva

10h20 –10h30

Evidências, repercussões e ações voltadas ao cuidado da obesidade em casos de covid-19 - Gisele Ane Bortolini, da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição – CGAN/Depros/Saps/MS

10h30 –10h45

Atenção às pessoas com sobrepeso e obesidade no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS), como colocar em prática?  Erika Cardoso dos Reis (UFOP)

10h45 – 11h15

Desafios do cuidado em obesidade em MS - Anderson Leão Nogueira Holsbach (SES/MS)

11h30

Encerramento



Serviço
Ciclo Webinários Depros - Estratégias de Prevenção e Controle da Obesidade na no âmbito da covid-19

Data: 10/6/2021 
Horário: 10h
Local: Canal do YouTube do DATASUS https://www.youtube.com/datasus   
Públicos de interesse:
- Áreas técnicas das coordenações-gerais do Departamento de Promoção da Saúde/Saps/MS;
- Referências técnicas estaduais do Programa Academia da Saúde;
- Profissionais de saúde do SUS;
- Gestores municipais de saúde.


Fonte: - Autor(es): -