Buscar
  
  

Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Ministério da Saúde faz oficinas sobre APS em Vitória (ES)

Data de publicação: 03/09/2019


Chegou a vez dos gestores capixabas debaterem a Atenção Primária, nos dias 3 e 4 de setembro, no Encontro Estadual do Espírito Santo


Os Encontros Estaduais para Fortalecimento da Atenção Primária passaram por 25 estados. Além de apresentar e discutir programas federais, o evento busca reforçar o compromisso da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps/MS) em aproximar a gestão federal dos gestores estaduais e municipais em todo o território nacional, que são os responsáveis por executar os serviços para a população.

A Atenção Primária se expandiu nos últimos anos e hoje atende aproximadamente 65% da população brasileira. De acordo com o diretor de Programa da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (Saps/MS), Lucas Wollmann, a gestão federal quer induzir os esforços na APS não só no discurso, mas por meio da prática, com políticas e programas eficientes.

“Existem desafios de ampliação dos serviços, mas é importante também qualificarmos a Estratégia de Saúde da Família. Existe espaço para expandir sim, porém é preciso políticas de qualificação, instrumentalizar as equipes e melhorar a oferta do cuidado à população”, explicou o representante do secretário da Saps Erno Harzhem.

Para a APS se tornar resolutiva, o secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes de Medeiros Júnior, falou que os gestores municipais são os atores principais para mudar a realidade da saúde pública. “Neste momento o estado do Espírito Santo quer empoderar os municípios. Nós entendemos que várias propostas podem coexistir, se somam e convergem. As iniciativas do Ministério podem convergir em uma brilhante experiência para o SUS”, afirmou o dirigente da secretaria de saúde do estado.

Participaram também da abertura do evento a secretária Municipal de Saúde de Vitória, Catia Cristina Vieira Lisboa, o subsecretário de Atenção à Saúde, Fabiano Ribeiro dos Santos, o subsecretário para Assuntos de Regulação e Ordenação da Atenção à Saúde, José Tadeu Marino, o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, a diretora do Instituto Capixaba de Ciência e Tecnologia e Inovação (ICEPI), Quelen da Silva, o presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS/ES), André Wiler Silva Fagundes, o presidente da Sociedade de Medicina de Família, Marcello Dalla, e a presidente do Conselho Estadual de Saúde, Maria Maruza Carlesso.

Programação
As apresentações e oficinas dos encontros são construídas de acordo com as demandas mais urgentes dos municípios. No primeiro dia, a exposição da Conferência Magna, apresentação que abre o debate sobre a APS no estado, traz um panorama da cobertura da Estratégia de Saúde da Família, além das novas propostas dos programas federais, como Saúde na Hora e Médicos pelo Brasil.

No segundo dia, o tema da apresentação será sobre sistemas de informação e informatização, estratégias de fortalecimento da APS e integração Atenção Primária e Vigilância em Saúde. O gestores serão divididos por macrorregiões — Metropolitana, Norte, Central e Sul — para melhor aprofundamento nos temas propostos para a pauta do encontro.

Apresentações
Conferência Magna
Programa Saúde na Hora
Fortalecimento da APS


Fonte: - Autor(es): -