facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Bate-papo sobre alimentação nas escolas

Data de publicação: 23/04/2018


No CONBRAN 2018, especialistas em nutrição debateram sobre a importância de falar para crianças e adolescentes sobre hábitos alimentares saudáveis


“Promoção da alimentação adequada e saudável nas escolas” foi tema da programação do estande do Ministério da Saúde (MS) no XXV Congresso Brasileiro de Nutrição (CONBRAN). O bate-papo com especialistas em nutrição abordou o Programa Saúde na Escola (PSE), estratégia em parceria com a pasta da Educação, o trabalho integrado dos profissionais de saúde da rede de atenção com as escolas e também do enfrentamento ao excesso de peso e obesidade infantil.

O debate teve a participação Regina Lang, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), da docente Inês Rugani, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e da coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição do MS, Michele Lessa. Em sintonia com o tema da roda de conversa, a ilustração que ambientou o espaço fez referência a quarta capa dos livros didáticos da rede pública para 2018.

Em lugar do hino nacional, serão veiculadas mensagens destacando o tema da alimentação. No conteúdo curricular de Biologia, a arte traz um questionamento: “De onde vem a nossa comida?”. O texto explica que o sistema de produção e distribuição de alimentos pode promover a justiça social e proteger o ambiente ou, ao contrário, gerar desigualdades sociais e ameaças aos recursos naturais e à biodiversidade.

As capas fazem parte de uma iniciativa de uma parceria inédita entre o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), ambos sob a responsabilidade do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O conteúdo foi elaborado em conjunto com Ministério da Saúde.

“Colocar uma publicidade que promova alimentação saudável é estratégico tanto para o ambiente escolar quanto as famílias da estudante. Em muito lares, o livro didático é o único livro que existe. Isso mostra como a escola é importante para conseguirmos mudar a cultura alimentar”, afirmou Inês Rugani.

Para a professora Regina Lang, a escola é o espaço ideal para refletir sobre o que é se alimentar adequadamente. “Não é só promover a alimentação saudável, mas dizer como se alimentar, dar apoio para que as pessoas tenham acesso ao alimento e proteger regulando a publicidade de alimentos não saudáveis e a venda de ultraprocessados na cantina da escola. É um tripé de ação: promover, apoiar e proteger”, explicou a docente.

O encontro também levantou a discussão de como avançar nas políticas públicas para reduzir à obesidade infantil na escolas. “O debate foi muito rico, pois perpassou pela organização do processo de trabalho, gestão, financiamento, controle social, programas de governo, fortalecimento das políticas públicas, a relação das equipes de saúde da Atenção Básica com alimentação escolar, desafios de implementar as diretrizes nos territórios, como o norte do país, entre outros”, relembrou a coordenadora da CGAN.

Fotos

Programa Saúde na Escola
O Programa Saúde na Escola (PSE), política intersetorial da Saúde e da Educação, foi instituído em 2007. As políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira se unem para promover saúde e educação integral. Para saber mais, acesse a página do programa no portal do Departamento de Atenção Básica (DAB).