facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Mesa no CONBRAN debate o Guia Alimentar

Data de publicação: 23/04/2018


Há três anos o material é referência para os profissionais da área e para a população brasileira


Debate sobre o Guia Alimentar para a População Brasileira foi tema de mesa redonda no XXV Congresso Brasileiro de Nutrição (CONBRAN). O encontro abriu o primeiro dia da programação científica do evento. A agenda foi proposta pelo MInistério da Saúde para relembrar a implementação do guia, os resultados da aplicação e os desafios dos últimos anos.

Foram convidadas para palestrar Michele Lessa, da Coordenação Geral de Alimentação (CGAN/MS), Maria Aparecida Barbosa, do Centro Especializado em Diabetes, Obesidade e Hipertensão do Distrito Federal, e Virgínia Nascimento, nutricionista clínica. Inês Rugani, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), coordenou o debate.

O Guia aborda os princípios e as recomendações de uma alimentação adequada e saudável para a população brasileira. É um instrumento de apoio às ações de educação alimentar e nutricional no Sistema Único de Saúde (SUS), além auxiliar profissionais da rede pública e privada no uso clínico. “O material é referência consolidada hoje, principalmente, para embasar o enfrentamento à obesidade infantil”, afirmou a coordenadora da CGAN.

Michele Lessa abriu a fala apresentando dados sobre o panorama do consumo excessivo de sódio e açúcar pela população. Atualmente, 57% da população adulta está acima do peso e 20,8% com obesidade. Entre os adolescentes, 17,1% estão com excesso de peso, sendo 8,4% com obesidade.  Já as crianças, 33,5% estão acima do peso e 14,3% são obesas.

Fotos

“O Ministério da Saúde tem investido em políticas públicas que atinjam a todos os atores da rede de alimentação, desta forma influenciando mudanças culturais para promover escolhas alimentares saudáveis e de fácil acesso. O Guia é apenas uma das estratégias que buscam desconstruir a visão culpabilizadora do indivíduo para construir um espaço de observação, escuta e acolhimento”, explicou a gestora.

Na boca do povo
Para a Maria Aparecida Barbosa, o Guia ajudou a fortalecer o conceito de “Alimentação Saudável” por apresentar uma linguagem fácil. “O material mostra que a escolha por uma alimentação adequada começa na compra do alimento até a mesa, incluindo o processo de preparo, modo de comer e o processo de digestão e absorção. Trouxe um conteúdo que ressalta a importância da comida em detrimento de informações sobre grupos de alimentos e nutrientes, trazendo uma linguagem acessível aos cidadãos que não são profissionais da área de nutrição”, ponderou a nutricionista sobre o alcance da publicação.

O Guia Alimentar inovou também ao dar destaque para os alimentos regionais, aproximando a prescrição de dietas mais próximas da realidade do território. Para Virgínia Nascimento, é preciso variar a alimentação e ter acesso a alimentos de procedência sustentável para prevenção de doenças, promoção e tratamento de saúde.

“Tenho páginas do livro plastificadas no consultório para orientar meus pacientes. O Guia me ajuda a desmistificar mitos sobre o que é ser saudável hoje”, revelou Virgínia. Na apresentação da palestrante, há algumas frases que revelam o desconhecimento das pessoas sobre o que é ser saudável, como “Eu preciso de orientação alimentar, pois acho que não posso continuar comendo só o que gosto, parece que preciso sofrer um pouco!”.

O CONBRAN 2018 vai até sábado (21/04). Para ter acesso às apresentações feitas no debate, clique nos links abaixo.

Apresentação Virgínia Nascimento
Apresentação Maria Aparecida Barbosa
Apresentação Michele Lessa


Fonte: - Autor(es): -