facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Gestores paranaenses comparecem em peso para debater a Atenção Básica

Data de publicação: 20/03/2018


O encontro de Maringá é o segundo no Estado. A programação traz apresentações e oficinas para os dois dias de evento


“O modelo de saúde público brasileiro é invejado no mundo todo. Todos os meses recebemos no Ministério representantes de outros países querendo conhecer nosso sistema. Temos problemas de gestão e execução sim, mas não podemos negar que fazemos uma assistência de qualidade”, disse o João Salame Neto, diretor do Departamento de Atenção Básica (DAB/MS), na abertura do Encontro Estadual para Fortalecimento da Atenção Básica em Maringá, nos dias 19 e 20 de março.

O ministro Ricardo Barros não pode comparecer à cerimônia mas enviou um vídeo dando boas vindas aos gestores conterrâneos. “Neste encontro vocês estarão analisando os avanços de saúde do nosso Estado, como os atendimentos das equipes de saúde da família e a informatização das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Serão dias de troca de conhecimento e muito aprendizado. Vamos continuar trabalhando para que a Atenção Básica seja a melhor porta de entrada para o acesso à saúde do Paraná e do país”, afirmou.

Assista ao vídeo de boas-vindas

O coordenador geral de Gestão da Atenção Básica, Arnoldo de Oliveira Júnior, completou a mensagem do dirigente da pasta citando uma conquista recente, que foi o 1º Congresso Internacional de Práticas Integrativas e Complementares (INTERCONGREPICS). “Serão 37 encontros no Brasil, em que o objetivo é reforçar o SUS. O MS propõe uma mudança do modelo de cuidado, fortalecendo a promoção de saúde e prevenção de agravos”, falou.

Subiram a mesa também Jales Adolfo Cardoso, diretor da 15ª Regional de Saúde do Estado do Paraná, representando o Secretário Estadual Michele Caputo Neto, Jair Biatto, Secretário Municipal de Saúde de Maringá, e Mauro Sérgio Araújo, vice presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado do Paraná (COSEMS/PR).

Para o Jales Adolfo, um dos meios para fortalecer a AB é qualificar melhor os profissionais de saúde. “Como médico e intensivista, pude ver que só conseguimos garantir bons resultados no ato médico de emergência na UTI, se investirmos na AB. Para acontecer isso, cheguei à conclusão, no último ano como gestor, de que é qualificando o serviço”, explicou.

Fotos do evento

O que é necessário para fortalecer a Atenção Básica?

 


Fonte: - Autor(es): -