Buscar
  
  

Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Sisvan ganha nova versão

Data de publicação: 21/06/2017


Novo layout é semelhante ao utilizado nos demais sistemas de informação da Atenção Básica e uma série de novidades


O Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan) caminha para uma nova versão: o Sisvan 3.0. A melhoria do sistema vem para otimizar a integração com o e-SUS Atenção Básica. As mudanças vão eliminar os cadastros duplicados, a fim de contribuir com a gestão das informações e na rotina do acompanhamento no município.

O Sisvan é um sistema que agrega os registros de acompanhamento do estado nutricional e de marcadores do consumo alimentar das pessoas atendidas nos serviços de Atenção Básica. Com isso, auxilia na gestão das informações da Vigilância Alimentar e Nutricional, desde o registro até a geração de relatórios. Todos os dados de antropometria e de marcadores do consumo alimentar provenientes do e-SUS AB e do Sistema de Gestão das Condicionalidades do Programa Bolsa Família na Saúde podem ser visualizados nos relatórios do Sisvan.

Nos últimos anos, o Sisvan registrou acompanhamento anual de mais de 22 milhões de pessoas em todo o país e com a implantação do e-SUS AB a expectativa é que haja um alcance maior.

Além do novo layout, semelhante aos demais sistemas de informação da AB, o Sisvan traz uma série de novidades.

Funcionalidades
Uma das novidades do Sisvan 3.0 é o acesso ao sistema que agora é pelo e-Gestor AB. Também foi feita alteração da lógica de registro de indivíduos. Antes, o cadastro iniciava obrigatoriamente pelas informações do domicílio e, posteriormente, das pessoas residentes do lugar. A partir da nova versão, o cadastro deve ser realizado a partir dos dados pessoais. As informações sobre o domicílio ficarão disponíveis no cadastro do usuário, contudo não são mais de preenchimento obrigatório.

Outra mudança é a incorporação dos dados do Sistema de Cadastramento de Usuários do SUS (CadSUS). Na atualização ou registro de novo cadastro, ao inserir o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) — campo obrigatório —, o sistema carregará automaticamente as informações da base do CadSUS para o Sisvan. Desta forma, os campos, como nome completo, data de nascimento, nome da mãe, sexo, raça/cor, município de nascimento e UF de nascimento são preenchidos automaticamente.

O profissional de saúde passa a ter permissão para acompanhar o cidadão em qualquer região do país. Ao realizar a busca do histórico usando o CNS, o sistema identifica o usuário na base nacional do Sisvan, independente do município de cadastro. Assim, o sistema vai permitir que o profissional de saúde realize o atendimento e evitar duplicidades de cadastro.

Também vai ser possível corrigir e excluir registro de acompanhamento, desde que o gestor ou técnico local identifiquem inconsistência dos dados. Essa funcionalidade pode ser executada somente para os registros do ano vigente, considerando o prazo de digitação no sistema.

Por fim, a unificação de cadastros iguais é outra ferramenta disponível na versão 3.0. O Sisvan Web permitia o cadastro de um mesmo indivíduo com diferentes documentos de identificação — RG, CPF e CNS, por exemplo —, gerando duplicidade do registro, o que comprometia a produção dos relatórios.

Histórico
Os primeiros marcos legais que apoiaram as ações de Vigilância Alimentar e Nutricional (VAN) nos serviços de saúde foram elaborados na década de 1990, destacando-se a Portaria nº 1.156, de 31 de agosto de 1990, que instituiu o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan) no Ministério da Saúde. A Lei Orgânica da Saúde (Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990)  incluiu a vigilância nutricional e a orientação alimentar no campo de atuação do Sistema Único de Saúde (SUS). As Portarias nº 79 e nº 80, de 16 de outubro de 1990, que estabeleceram estratégias de apoio técnico e operacional para a prática de VAN e a implementação do Sisvan.

A primeira versão do Sisvan foi lançada em 2004, quando o Ministério da Saúde passou a recomendar que o sistema fosse utilizado para o acompanhamento do estado nutricional de indivíduos em todas as fases da vida. Com o intuito de aprimorar as funcionalidades, facilitando seu uso em nível local e o registro dos acompanhamentos, foi desenvolvido o Sisvan Web, uma versão on-line do sistema lançada em 2008.

Para tirar dúvidas sobre o sistema, entre em contato pelo e-mail suporte.sistemas@saude.gov.br ou ligue no 136, opção 8.

Leia mais
Marco de referência da Vigilância Alimentar e Nutricional na Atenção Básica