facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Dia Internacional da Enfermagem

Data de publicação: 12/05/2017


No Brasil são quase dois milhões de enfermeiros. A Atenção Básica conta com mais 68 mil profissionais que auxiliam no cuidado à população


A Atenção Básica é o primeiro contato da população com o Sistema Único de Saúde (SUS). É a porta de entrada preferencial da Rede de Saúde e integra um conjunto de ações. Como parte de um mecanismo de engrenagens singulares o enfermeiro tem papel fundamental na assistência ao cidadão, tanto dentro da AB quanto na média e alta complexidade.

Os enfermeiros integram as equipes multiprofissionais que fazem a diferença quando estão mais próximas da comunidade. É com o profissional de enfermagem que se aproxima, identifica e cria uma relação de empatia com o usuário, independentemente das suas condições sociais. O enfermeiro é aquele que encaminha e otimiza as intervenções do atendimento de modo que integre e contemple os saberes científicos e populares.

Dia 12 de maio marca o Dia Internacional da Enfermagem, uma referência ao nascimento de uma enfermeira pioneira no tratamento a feridos de guerra —  Florence Nightingale. A profissão surgiu como ato voluntário de freiras que ajudavam nos partos e cuidavam das vítimas das guerras.

São mais de  68 mil enfermeiros na Atenção Básica, compondo as equipes de Saúde da Família, Saúde Prisional, Consultório na Rua, Saúde Ribeirinha e Fluvial. Esses profissionais realizam um grande trabalho e em todos os dias do ano merecem ser parabenizados por fazerem sentido para a existência de muitas vidas.


“O enfermeiro é reconhecido pela habilidade interativa e associativa, por compreender o ser humano como um todo, pela integralidade da assistência à saúde, pela capacidade de acolher e identificar-se com as necessidades e expectativas dos indivíduos, pela capacidade de interagir diretamente com o usuário e a comunidade, bem como pela capacidade de promover o diálogo entre os usuários e a equipe de saúde da família.” (Backes et al, 2012).

(BACKES, D.S., BACKES, M.S.,Erdmann, A.L., Büscher, A. O papel profissional do enfermeiro no Sistema Único de Saúde: da saúde comunitária à estratégia de saúde da família. Ciência & Saúde Coletiva, 17(1):223-230, 2012)