facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Combate ao transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya

Data de publicação: 24/02/2017


Nesta sexta-feira (24), o DAB passou por uma vistoria a procura de focos do mosquito Aedes Egypti


Ação educativa reuniu os técnicos do Departamento de Atenção Básica (DAB) para falar da importância do combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zyka e Chikungunya. Depois de um café da manhã temático, anunciando o carnaval, os brigadistas passaram por todas as salas em busca de focos do vetor.

 

A atividade integra a campanha federal de enfrentamento ao Aedes Egypti e faz parte do mutirão nacional chamado Sexta Sem Mosquito, que realiza vistoria de órgãos públicos e estatais, unidades de saúde, escolas, canteiros de obras e outros locais, reforçando as ações de combate permanentes e contínuas.

 

A ideia é que todas as sextas-feiras sejam dedicadas para verificação de possíveis focos, incentivando todos os segmentos da sociedade a fazer a sua parte: “o combate ao mosquito é prioridade não só dos profissionais do departamento, mas também de todos os cidadãos. Precisamos ser mais rigorosos na vigilância contínua e a prevenção é um dos melhores investimentos para a saúde”, afirmou Fabio Carvalho, responsável pela Coordenação-geral da Atenção Básica.

 

O dirigente da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), Francisco de Assis, participou da ação com os servidores da casa. Segundo o secretário, iniciativas como essas são fundamentais para a implicação dos trabalhadores: “esse movimento para conscientização está sendo feito a cada semana em nossos departamentos, o que provoca mais adesão dos colaboradores”.

 

Além da vistoria, os brigadistas alertaram sobre os cuidados que os técnicos devem ter para manter o local de trabalho livre do vetor, como deixar os pratos de plantas secos, utilizando areia, e limpá-los com água e sabão pelo menos uma vez por semana. Além disso, os copos, pratos e utensílios de cozinha também devem permanecer limpos e secos.

 

“O café da manhã temático contra o mosquito foi uma maneira descontraída para nos lembrar de um problema sério. Além de reforçamos o compromisso ao combate, o momento de interação com os colegas deixou a ação educativa muito mais forte", afirmou a técnica do DAB Vanessa Lora.

Campanha nacional

Durante o verão, o governo federal intensificou a atuação contra o Aedes aegypti. As iniciativas incluem campanha publicitária em meios midiáticos, distribuição de testes rápidos de Zika, campanhas educativas, mutirões de faxina, entre outros. No início de dezembro, foi realizado o dia Nacional de Combate ao Mosquito, com ações integradas e simultâneas em todas as capitais do país, em articulação com prefeituras, governos estaduais e população. A campanha continua com ações locais, reforçando as medidas de prevenção e combate ao mosquito. Desde 2015, o Ministério da Saúde tem tratado o tema como prioridade. O Brasil tem um programa permanente de prevenção e controle do mosquito, com ações compartilhadas entre União, estados e municípios, durante todo o ano.

Veja as fotos do evento aqui.


Fonte: - Autor(es): -