facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Governo Federal une esforços no combate ao mosquito

Data de publicação: 02/12/2016


O Dia Nacional de Combate ao Mosquito acontece nesta sexta-feira (2), em todo o país, com ações integradas e simultâneas, desenvolvidas em articulação com estados e municípios


<p style="text-align: justify">O governo federal intensifica a atua&ccedil;&atilde;o contra o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, nesta sexta-feira (2), com diversas a&ccedil;&otilde;es em todo o pa&iacute;s. O presidente da Rep&uacute;blica, Michel Temer, visitou a Sala Nacional de Coordena&ccedil;&atilde;o e Controle, que atua no monitoramento do combate ao Aedes aegypti. Na ocasi&atilde;o, o presidente participou de videoconfer&ecirc;ncia com as salas Estaduais de Roraima, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Goi&aacute;s e Rio de Janeiro. A a&ccedil;&atilde;o faz parte do Dia Nacional de Combate ao Mosquito, que acontece em todo o Brasil, com atividades integradas e simult&acirc;neas, desenvolvidas em articula&ccedil;&atilde;o com prefeituras, governos estaduais e popula&ccedil;&atilde;o.</p> <p style="text-align: justify">&ldquo;O Brasil est&aacute; mobilizado para evitar os malef&iacute;cios que o mosquito causa &agrave; sa&uacute;de das pessoas. Aproveito a oportunidade para fazer uma solicita&ccedil;&atilde;o a todos os brasileiros para integrar-se nesta campanha importante, que n&atilde;o tem grandes dificuldades. Basta que cada crian&ccedil;a na escola, cada adulto no seu ambiente de trabalho ou resid&ecirc;ncia verifique se n&atilde;o h&aacute; &aacute;gua empo&ccedil;ada, que &eacute; fator gerador de larva e consequentemente do mosquito&rdquo;, ressaltou o presidente da Rep&uacute;blica, Michel Temer.</p> <p style="text-align: justify">Ministros de Estado e autoridades do Governo Federal visitam, nesta sexta-feira (2), as diferentes capitais do Pa&iacute;s com a miss&atilde;o de conscientizar a popula&ccedil;&atilde;o sobre a import&acirc;ncia do engajamento de todos na luta contra o Aedes aegypti. O ministro da Sa&uacute;de, Ricardo Barros, participou de a&ccedil;&otilde;es da campanha no Paran&aacute;. A agenda come&ccedil;ou em Pinhais, na regi&atilde;o metropolitana da capital paranaense, e seguiu para Curitiba, onde o ele visitou resid&ecirc;ncias e uma escola estadual. Por fim, o Ministro da Sa&uacute;de entregou sete ve&iacute;culos para auxiliar nas atividades de combate ao mosquito. Ao todo, foram investidos R$ 8,1 milh&otilde;es para aquisi&ccedil;&atilde;o de 150 carros, que ser&atilde;o distribu&iacute;dos a todos os estados do pa&iacute;s.</p> <p style="text-align: justify">&ldquo;Temos um grande problema de sa&uacute;de nacional que precisa ser resolvido e, s&oacute; com o apoio de cada brasileiro, de cada cidad&atilde;o, que vamos conseguir reduzir a prolifera&ccedil;&atilde;o do mosquito, eliminar os focos de criadouros e, com isso, poderemos avan&ccedil;ar, melhorando a sa&uacute;de p&uacute;blica do Brasil&rdquo;, destacou o ministro refor&ccedil;ando a import&acirc;ncia da mobiliza&ccedil;&atilde;o nas sextas-feiras. &ldquo;Queremos fazer, todas as sextas-feiras, uma grande mobiliza&ccedil;&atilde;o, onde as escolas, as empresas, motivar&atilde;o os alunos, os funcion&aacute;rios a procurar os focos do mosquito. Com esta mobiliza&ccedil;&atilde;o, esperamos diminuir a quantidade de mosquitos e, assim, diminuir tamb&eacute;m a infec&ccedil;&atilde;o nas pessoas&rdquo;, concluiu o ministro.</p> <p style="text-align: justify">Em Bras&iacute;lia, o secret&aacute;rio de Vigil&acirc;ncia em Sa&uacute;de, do Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de, Adeilson Cavalcante, participou de solenidade na Biblioteca Nacional para entrega de dois carros ao Governo do Distrito Federal. Paralelamente, tamb&eacute;m ocorreram a&ccedil;&otilde;es no Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de para refor&ccedil;ar a import&acirc;ncia de que cada um fa&ccedil;a sua parte no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. Secret&aacute;rios, diretores e coordenadores da pasta tamb&eacute;m se uniram &agrave;s atividades e fizeram vistoria interna e externa dos locais de trabalho.</p> <p style="text-align: justify">O secret&aacute;rio de Vigil&acirc;ncia em Sa&uacute;de, Adeilson Cavalcante, destacou que a entrega dos ve&iacute;culos &eacute; mais um dos incentivos da pasta para auxiliar os estados e munic&iacute;pios no enfrentamento ao mosquito. &ldquo;Estes carros v&atilde;o facilitar o trabalho dos gestores locais na mobilidade das equipes de combate ao vetor e intensifica&ccedil;&atilde;o das a&ccedil;&otilde;es. &Eacute; importante ressaltar que o nosso compromisso, no dia de hoje, &eacute; de mobilizar ainda mais a popula&ccedil;&atilde;o, por isso todos os entes p&uacute;blicos est&atilde;o nas ruas, nos estados, nos munic&iacute;pios, mostrando que o combate ao vetor &eacute; a melhor forma de evitar as doen&ccedil;as&rdquo;, afirmou o secret&aacute;rio de Vigil&acirc;ncia em Sa&uacute;de.</p> <p style="text-align: justify">Em todo o pa&iacute;s, as visitas aos im&oacute;veis contar&atilde;o com a participa&ccedil;&atilde;o permanente de 266,2 mil agentes comunit&aacute;rios de sa&uacute;de e 60,4 mil agentes de controle de endemias, bem como com o apoio de 6 mil militares das For&ccedil;as Armadas. Somente nesta sexta-feira (2), para o mutir&atilde;o nacional contra o mosquito, o efetivo dos militares ser&aacute; de 80 mil oficiais.</p> <p style="text-align: justify"><strong>SEXTA SEM MOSQUITO &ndash; </strong>O mutir&atilde;o ser&aacute; realizado em &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos e estatais, unidades de sa&uacute;de, escolas, resid&ecirc;ncias, canteiros de obras e outros locais, marcando a intensifica&ccedil;&atilde;o das a&ccedil;&otilde;es de combate e, consequentemente, impedindo a prolifera&ccedil;&atilde;o do mosquito. A ideia &eacute; que, a partir do Dia de Mobiliza&ccedil;&atilde;o, todas as sextas-feiras sejam dedicadas para verifica&ccedil;&atilde;o de poss&iacute;veis focos, incentivando todos os segmentos da sociedade a fazer a sua parte. Essa campanha traz como foco &ldquo;Sexta sem mosquito. Toda sexta &eacute; dia do mutir&atilde;o nacional de combate&rdquo;.</p> <p style="text-align: justify">Desde a identifica&ccedil;&atilde;o do v&iacute;rus Zika no Brasil e a associa&ccedil;&atilde;o com os casos de malforma&ccedil;&otilde;es neurol&oacute;gicas, no segundo semestre de 2015, o governo federal tem tratado o tema como prioridade. Por isso, no final do ano passado, foi criada a Sala Nacional de Coordena&ccedil;&atilde;o e Controle, al&eacute;m de 27 Salas Estaduais e cerca de 1,9 mil Salas Municipais, com o objetivo de gerenciar e monitorar as iniciativas de mobiliza&ccedil;&atilde;o e combate ao vetor, bem como a execu&ccedil;&atilde;o das a&ccedil;&otilde;es do Plano Nacional de Enfrentamento &agrave; Microcefalia. A Sala Nacional &eacute; coordenada pelo Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de e conta com a presen&ccedil;a dos integrantes de nove pastas federais.</p> <p style="text-align: justify">Cabe a esse grupo definir diretrizes para intensificar a mobiliza&ccedil;&atilde;o e o combate ao mosquito Aedes aegypti em todo territ&oacute;rio nacional, al&eacute;m de consolidar e divulgar informa&ccedil;&otilde;es sobre as a&ccedil;&otilde;es e os resultados obtidos. Tamb&eacute;m faz parte das diretrizes, coordenar as a&ccedil;&otilde;es dos &oacute;rg&atilde;os federais, como a disponibiliza&ccedil;&atilde;o de recursos humanos, insumos, equipamentos e apoio t&eacute;cnico e log&iacute;stico, em articula&ccedil;&atilde;o com &oacute;rg&atilde;os estaduais, distritais, municipais e entes privados envolvidos.</p> <p style="text-align: justify"><strong>CAMPANHA &ndash;</strong> A nova campanha do Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de, de conscientiza&ccedil;&atilde;o para o combate ao mosquito, chama a aten&ccedil;&atilde;o para as consequ&ecirc;ncias das doen&ccedil;as causadas pela chikungunya, zika e dengue, al&eacute;m da import&acirc;ncia de eliminar os focos do Aedes. &ldquo;Um simples mosquito pode marcar uma vida. Um simples gesto pode salvar&rdquo; alerta a campanha, que ser&aacute; veiculada em TV, r&aacute;dio, internet, redes sociais e mobili&aacute;rios urbano (ponto de &ocirc;nibus e outdoor) no per&iacute;odo de 24 de novembro a 23 de dezembro. A ideia &eacute; sensibilizar as pessoas para que percebam que &eacute; muito melhor cuidar do foco do mosquito do que sofrer as consequ&ecirc;ncias da omiss&atilde;o.</p> <p style="text-align: justify"><strong>DADOS &ndash;</strong> O Brasil registrou, at&eacute; 22 de outubro, 1.458.355 casos de dengue. No mesmo per&iacute;odo de 2015, esse n&uacute;mero era de 1.543.000 casos, o que representa uma queda de 5,5%. Considerando as regi&otilde;es do pa&iacute;s, Sudeste e Nordeste apresentam os maiores n&uacute;meros de casos, com 848.587 casos e 322.067 casos, respectivamente. Em seguida est&atilde;o as regi&otilde;es Centro-Oeste (177.644), Sul (72.114) e Norte (37.943).</p> <p style="text-align: justify">No pa&iacute;s, foram registrados 251.051 casos suspeitos de febre chikungunya, sendo 134.910 confirmados. No mesmo per&iacute;odo, no ano passado, eram 26.763 casos suspeitos e 8.528 confirmados. Ao todo, 138 &oacute;bitos registrados pela doen&ccedil;a, nos estados de Pernambuco (54), Para&iacute;ba (31), Rio Grande do Norte (19), Cear&aacute; (14), Bahia (5), Rio de Janeiro (5), Maranh&atilde;o (5), Alagoas (2), Piau&iacute; (1), Amap&aacute; (1) e Distrito Federal (1).</p> <p style="text-align: justify">Em rela&ccedil;&atilde;o ao v&iacute;rus Zika, foram 208.867 casos prov&aacute;veis, at&eacute; o dia 22 de outubro, o que representa uma taxa de incid&ecirc;ncia de 102,2 casos a cada 100 mil habitantes. Foram confirmados laboratorialmente, em 2016, tr&ecirc;s &oacute;bitos por v&iacute;rus Zika. Em rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s gestantes, foram registrados 16.696 casos prov&aacute;veis em todo o pa&iacute;s.</p> <p style="text-align: justify">Texto via <a target="_blank" href="http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/26667-governo-federal-une-esforcos-no-combate-ao-mosquito">Ag&ecirc;ncia Sa&uacute;de</a></p>