facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

4º Congresso Norte e Nordeste: gestores participam de oficinas sobre autoavaliação do PMAQ e redes de atenção

Data de publicação: 20/04/2016


Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) foi tema de destaque durante o segundo dia do evento


<p style="text-align: center;"><input align="absMiddle" width="320" type="image" height="213" src="https://cursos.atencaobasica.org.br/sites/default/files/larissa_cosems_palmas_19.04.jpg" longdesc="undefined" /></p> <p style="text-align: justify;">O segundo dia do 4&ordm; Congresso Norte e Nordeste de Secretarias Municipais de Sa&uacute;de come&ccedil;ou com sala lotada e debate sobre o Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica (PMAQ), seus aspectos gerais e, mais precisamente, a autoavalia&ccedil;&atilde;o, fundamental para o processo de trabalho das equipes.</p> <p>Larissa Ramos, da equipe do Departamento de Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica (DAB/SAS), ponderou que todo processo de avalia&ccedil;&atilde;o deve ser considerado uma estrat&eacute;gia permanente para tomadas de decis&atilde;o e o esfor&ccedil;o, agora, deve ser a supera&ccedil;&atilde;o da vis&atilde;o negativa que culturalmente cerca o assunto: &ldquo;a autoavalia&ccedil;&atilde;o deve ser um momento para a equipe sentar e olhar para o seu processo de trabalho, melhorar o que &eacute; poss&iacute;vel, dentro do que tem governabilidade. Produzir sentidos e significados com o apoio e empoderamento do gestor&rdquo;.</p> <p>Larissa ressaltou, ainda, que embora o DAB oferte o AMAQ, os munic&iacute;pios podem optar por quaisquer outras ferramentas de autoavalia&ccedil;&atilde;o, desde que n&atilde;o deixem de faz&ecirc;-la, j&aacute; que sua implementa&ccedil;&atilde;o j&aacute; garante 10% da nota final para a equipe. &ldquo;E, para n&oacute;s, o que importa &eacute; a autoavalia&ccedil;&atilde;o como processo de discuss&atilde;o coletiva do dia a dia da equipe, e n&atilde;o a nota que a equipe se concedeu. Isso &eacute; o que vai gerar mudan&ccedil;a&rdquo;, afirmou.</p> <p>Paulo Henrique Teixeira, coordenador da Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica da cidade de Brasil&acirc;ndia, no Tocantins, concorda. Segundo ele, o PMAQ, em seu munic&iacute;pio de pouco mais de mil habitantes &eacute; visto entre os profissionais como uma rica oportunidade de debate acerca das potencialidades e limites da equipe.</p> <p>Em seguida, Davllyn dos Anjos, tamb&eacute;m do DAB/SAS, apresentou a estrutura do AMAQ, dispon&iacute;vel emhttp://amaq.lais.huol.ufrn.br/, com suas dimens&otilde;es, subdimens&otilde;es, padr&otilde;es e relat&oacute;rios e informou que, at&eacute; o presente momento, 6 mil equipes fizeram sua autoavalia&ccedil;&atilde;o utilizando a ferramenta ofertada pelo DAB, e que a mesma oferece vantagens por j&aacute; estar alinhada com o instrumento de avalia&ccedil;&atilde;o externa e por ser um sistema online. O presidente do Cosems/AM, Janu&aacute;rio Neto Cunha, chamou a aten&ccedil;&atilde;o dos gestores para o baixo envio de autoavalia&ccedil;&otilde;es at&eacute; agora e no &uacute;ltimo ciclo e conclamou a todos para que estimulem suas equipes a participarem do processo.</p> <p>Na oficina seguinte sobre Redes de Aten&ccedil;&atilde;o &agrave; sa&uacute;de: integra&ccedil;&atilde;o dos servi&ccedil;os e desafios para continuidade do cuidado, o coordenador geral de gest&atilde;o da Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica, Dirceu Klitzke, destacou como uma das fun&ccedil;&otilde;es da AB na rede a coordena&ccedil;&atilde;o do processo, al&eacute;m da resolutividade. Para ele, s&atilde;o elementos estrat&eacute;gicos: infraestrutura; financiamento; legitimidade social; cria&ccedil;&atilde;o de espa&ccedil;os de pactua&ccedil;&atilde;o com a aten&ccedil;&atilde;o especializada; gest&atilde;o e regula&ccedil;&atilde;o do trabalho; acesso, modos/ofertas de cuidado e resolutividade. &ldquo;N&atilde;o h&aacute; como atuar em rede sem fortalecermos os pontos de encontro e relacionamento entre os profissionais envolvidos com intera&ccedil;&atilde;o e di&aacute;logos permanentes&rdquo;, ponderou.</p> <p>Veja algumas fotos do evento <a target="_blank" href="https://www.flickr.com/gp/140692944@N03/7PdM3t">aqui</a>.</p>