facebook   flickr   youtube   
Buscar
   facebook   flickr   youtube   
  

facebook   flickr   youtube   
Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Aedes aegypti: MS amplia suporte aos ACS e ACEs com atualização online e 0800

Data de publicação: 04/02/2016


Curso é voltado aos agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate a endemias (ACE), podendo ser realizado pelos demais profissionais que atuam no combate a este vetor. A linha 0800 foi ampliada para os ACS e ACE e estará aberta, também, aos militares que estão combatendo o mosquito.


<p>O Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de (MS) acaba de lan&ccedil;ar o Curso de Atualiza&ccedil;&atilde;o no Combate Vetorial ao Aedes aegypti, como uma das ferramentas para enfrentar o aumento do n&uacute;mero de casos registrados das doen&ccedil;as dengue, chikungunya e zika.</p> <p>O curso adquire especial relev&acirc;ncia j&aacute; que o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de declarou Situa&ccedil;&atilde;o de Emerg&ecirc;ncia em Sa&uacute;de P&uacute;blica de Import&acirc;ncia Nacional (ESPIN) devido &agrave;s s&eacute;rias complica&ccedil;&otilde;es que estas epidemias causam &agrave; popula&ccedil;&atilde;o, entre elas a microcefalia em rec&eacute;m-nascidos.</p> <p>A capacita&ccedil;&atilde;o foi produzida em parceria com o TelessaudeRS e o p&uacute;blico alvo principal s&atilde;o os agentes comunit&aacute;rios de sa&uacute;de (ACS) e agentes de combate a endemias (ACE), mas pode ser realizado pelos demais profissionais que atuar&atilde;o no combate a este vetor, como os membros das For&ccedil;as Armadas e l&iacute;deres comunit&aacute;rios, que poder&atilde;o atualizar os conhecimentos sobre as doen&ccedil;as e sobre como eliminar o mosquito.</p> <p>Com carga hor&aacute;ria de 16 horas, o curso visa complementar as ofertas do minist&eacute;rio para qualificar os trabalhadores que est&atilde;o lutando contra os focos do mosquito, em especial os agentes comunit&aacute;rios de sa&uacute;de (ACS), cujo papel no combate &agrave;s epidemias foi refor&ccedil;ado com a portaria GM/MS n&ordm; 2.121, publicada pelo Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de em 18 de dezembro de 2015.</p> <p>Para acessar o conte&uacute;do do curso &eacute; preciso fazer um cadastro na plataforma virtual do AVA-SUS (<a href="https://ufrn.unasus.gov.br/moodle26/" target="_blank">https://ufrn.unasus.gov.br/moodle26/</a>) ou do Telessa&uacute;de da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (<a href="https://pt.surveymonkey.com/r/curso_aedes" target="_blank">https://pt.surveymonkey.com/r/curso_aedes</a>) e come&ccedil;ar as aulas virtuais.</p> <p>Os alunos que acabarem a forma&ccedil;&atilde;o v&atilde;o receber um certificado ao final.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Suporte pelo 0800 oferecido pelo Telessa&uacute;deRS</strong></p> <p>O atendimento telef&ocirc;nico gratuito vai possibilitar que os profissionais que atuar&atilde;o no combate ao Aedes Aegypti possam esclarecer d&uacute;vidas relativas ao mosquito, &agrave;s doen&ccedil;as que transmite e ao cuidado com a microcefalia. O 0800 645 3308 oferecer&aacute; suporte t&eacute;cnico-assistencial prestado pelo Telessa&uacute;deRS, de segunda a sexta, das 8h00 &agrave;s 17h30 (hor&aacute;rio de Bras&iacute;lia).</p> <p>O Telessa&uacute;deRS j&aacute; prestava suporte t&eacute;cnico via telefone a m&eacute;dicos e enfermeiros da Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica (AB) e, durante esse momento de emerg&ecirc;ncia em sa&uacute;de p&uacute;blica, v&atilde;o atender os agentes comunit&aacute;rios de sa&uacute;de, de endemias e demais profissionais que trabalham no combate ao vetor. O objetivo de oferecer essa ferramenta &eacute; que esses trabalhadores posam esclarecer d&uacute;vidas cl&iacute;nicas sobre diagn&oacute;stico, procedimentos e tratamento de doen&ccedil;as comuns na AB, buscando a melhoria da qualidade do atendimento, aumento da capacidade cl&iacute;nica e a amplia&ccedil;&atilde;o de a&ccedil;&otilde;es ofertadas pelas equipes.</p> <p>Al&eacute;m disso, ser&aacute; poss&iacute;vel esclarecer d&uacute;vidas sobre como realizar as a&ccedil;&otilde;es de identifica&ccedil;&atilde;o de focos e combate ao mosquito, orienta&ccedil;&otilde;es sobre utiliza&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os de sa&uacute;de para o atendimento aos casos suspeitos e demais orienta&ccedil;&otilde;es para popula&ccedil;&atilde;o sobre diagn&oacute;stico e tratamento da dengue, chikungunya, zika v&iacute;rus e microcefalia.</p> <p>Sobre o Telessa&uacute;deRS</p> <p>A central Telessa&uacute;deRS integra o Programa Telessa&uacute;de Brasil Redes do Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de (http://www.telessaudebrasil.org.br/). Essa iniciativa visa &agrave; expans&atilde;o dos canais e meios de comunica&ccedil;&atilde;o entre profissionais e gestores, para oferecer acesso r&aacute;pido e de qualidade sobre a assist&ecirc;ncia &agrave; sa&uacute;de, e, ainda, qualificar a pr&aacute;ticas de atendimento na Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica, ampliando a autonomia das equipes na tomada de decis&atilde;o cl&iacute;nica e gerencial.</p> <p>Acesse mais informa&ccedil;&otilde;es tamb&eacute;m pela plataforma: <a href="http://www.telessaudebrasil.org.br/" target="_blank">http://www.telessaudebrasil.org.br/</a>.</p>