Buscar
  
  

Ministério da Saúde - MS
Secretaria de Atenção à Saúde - SAS
Departamento de Atenção Básica - DAB

 

Saúde repassa R$ 143 milhões para Centros de Enfrentamento da Covid-19

Data de publicação: 31/12/2020


Pessoas com sintomas leves da doença ou com síndrome gripal tem centros como ponto de referência para o diagnóstico precoce do coronavírus


O Ministério da Saúde está liberando R$ 143,9 milhões para os Centros de Atendimento e Centros Comunitários de Referência para Enfrentamento da Covid-19. O recurso será destinado para a manutenção dos estabelecimentos, voltados para atender pessoas com sintomas leves de coronavírus ou casos de síndrome gripal. O incentivo financeiro foi instituído pela Portaria n° 3.874, publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (30/12).

No total, serão beneficiados 2.223 Centros de Atendimento e 58 Centros Comunitários de Referência em atuação em 1.983 municípios do País. O repasse do Ministério da Saúde leva em conta que a Atenção Primária, por ser a porta de entrada para o Sistema Único de Saúde (SUS), tem um papel essencial na identificação precoce de casos graves da Covid-19. Além disso, o atendimento nos postos de saúde pode interromper a transmissão do coronavírus ao conter a ida de pessoas com sintomas leves aos serviços de urgências ou hospitais.

“Repassamos, ao todo, mais de R$ 1,2 bilhão para a estratégia dos centros a pedido dos gestores municipais. O governo federal vai continuar dando suporte às gestões municipal e estadual em todas as frentes do enfrentamento da pandemia”, afirma o secretário de Atenção Primária à Saúde (SAPS), Raphael Parente.

O repasse é referente à competência de dezembro de 2020 e será transferido em parcela única aos municípios e Distrito Federal.

SAIBA MAIS

Os estabelecimentos fazem parte de um conjunto de ações feitas pelo Ministério da Saúde para ampliar a assistência à saúde durante a pandemia da Covid-19. Criados em maio de 2020, eles atuam como ponto de referência da Atenção Primária dentro do SUS, aumentando o acesso à saúde dos brasileiros e brasileiras e organizando o fluxo de atendimento nos postos de saúde.

Após credenciamento solicitado por gestores locais à pasta, os Centros Comunitários foram implantados exclusivamente em 22 municípios que têm comunidades e favelas, conforme definição feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já os Centros de Atendimento estão presentes em 1.979 municípios.

Fonte: ASCOM/MS


Fonte: - Autor(es): -